Cooperativa e Associações: Uma Tendência?

O cooperativismo se tornou uma forma de promover o desenvolvimento econômico e social a fim de fortalecer as comunidades gerando emprego e renda, um papel importante no cenário econômico atual. As cooperativas operam em todos os setores da economia. Segundo dados da ONU, em 2012 existiam no mundo mais de 800 milhões de associados que garantem mais de 100 milhões de empregos.

“O cooperativismo está em evidência num momento em que crescem os desafios impostos pela globalização da economia. Desafios no âmbito econômico que requer atividades empresariais dinâmicas, capazes de concorrer num âmbito de forte competitividade, e no âmbito social que exige práticas mais inclusivas, capazes de atenuar os efeitos de um modelo econômico por natureza, excludente” (PIRES; et.al, 2004, pág. 9).

Não se pode analisar a evolução da economia sem que seja de forma interativa com a evolução das cooperativas, pois estas são clientes e fornecedoras das tendências da economia. De maneira resumida e sem a preocupação de estabelecer níveis de prioridade, algumas das evoluções que as cooperativas têm apresentado ao longo dos últimos anos, certamente, devem se fortalecer mais ainda durante os próximos anos. Considerando-se os aspectos estratégicos, organizacionais, diretivos e de avaliação, essas tendências são: Nível de cooperação entre as pessoas; fortalecimento do nível de concorrências; estruturas organizacionais mais enxutas, princípio de ser maior não é o melhor e o aumento de fusões entre cooperativas.¹

O cooperativismo, como todo movimento social, é dinâmico e sofre os fluxos, influxos e refluxos das mudanças e transformações em curso nas sociedades humanas. Reciclar-se e reinventar-se sem perder a essência e a pureza de seus mais caros postulados foi a fórmula encontrada para manter-se sempre atual e vigoroso, economicamente viável e socialmente desejável. Lideranças e segmentos organizados, ancorados na evolução do pensamento político e econômico dominante em cada época de nossa história recente, formulam e proclamam novas formas de ver e interpretar o mundo, oferecendo elementos que fundamentam, de tempos em tempos, novas tendências a influenciarem o cooperativismo.²

¹http://www.administradores.com.br/artigos/marketing/algumas-tendencias-do-cooperativismo/26650/
² http://www.paginarural.com.br/artigo/1160/tendencias-do-cooperativismo

0

Sobre o Autor

Acomac Sul

A ACOMAC-SUL (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção da Região Sul de Santa Catarina) foi fundada em 7 de maio de 1997, então com o nome AREMACO (Associação dos Revendedores para Materiais de Construção Sul de Santa Catarina), e em agosto de 1998 passou a chamar-se Acomac-Sul. A Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção é uma entidade privada, sem fins lucrativos, cujas atividades dependem da estrutura dos próprios associados e da qualidade dos serviços que oferecem.

0 Comentários